Olá pessoas EXCELentes, como vão suas planilhas?

Quantas vezes já nos deparamos com situações em que nossas fórmulas, por mais bem feitas que elas estivessem – ou nem tanto assim, vai! – resultava em mensagens de erro do tipo #VALOR!, #REF!, #DIV/0!, #NÚM!, #NOME?, #NULO! ou #N/D ?

Então, o caso é que, a má construção das fórmulas ou a indefinição de um possível resultado a ser retornado, resulta em algumas destas mensagens de erro. Cada um dos códigos de erros tem um significado para a nossa compreensão e possível tomada de ação na resolução do problema. Dessa maneira, podemos antever as possíveis situações em que algum destes erros ocorreria e, previamente, já definimos alternativas para uma exibição de resultado mais personalizado.

 

Na dica de hoje mostrarei como fazer estes tratamentos de erros, personalizando tomadas de decisão e exibição de resultados mais amigáveis e que deixem suas planilhas mais elegantes.

O que significa cada mensagem de erro?

 

#N/D – Indica que um valor não está disponível para uma função ou fórmula. Pode ocorrer quando, por exemplo, for fornecido um valor inadequado em argumentos das funções PROCV, PROCH ou CORRESP. Ou, quando uma fórmula matricial está usando um argumento que não tem o mesmo número de linhas ou colunas que o intervalo que a contém, dentre outros onde identifique-se algo relacionado a dados ausentes. Veja como solucionar problemas de #N/D

 

#VALOR! – Será exibido se a fórmula incluir células que contêm tipos diferentes de dados. Se uma ou mais células incluídas em uma fórmula contêm texto e a fórmula executa o cálculo matemático, como por exemplo, SOMA. Geralmente você pode corrigir esse problema efetuando uma pequena alteração na fórmula. Veja como solucionar problemas de #VALOR!

 

#REF! – Sempre que uma referência a células ou intervalos não puder ser identificado pelo Excel será exibida esta mensagem de erro. Por exemplo, se eu utilizar a função DESLOC na fórmula DESLOC(A5;-5;0) ocorreria #REF! porque se eu deslocar 5 linhas para cima a partir de A5 resultará na célula A0 e não existe linha 0. Veja como solucionar problemas de #REF!

 

#DIV/0! – Significa que um número está sendo dividido por 0 (zero) ou por uma célula que não contenha um valor válido. Veja como solucionar problemas de #DIV/0!

 

#NÚM! – Este erro ocorre quando são encontrados valores numéricos inválidos numa fórmula ou quando o resultado retornado pela fórmula seja muito pequeno ou muito grande, extrapolando, assim, os limites do Excel. Veja como solucionar problemas de #NÚM!

 

#NOME? – Significa que o Excel não conseguiu identificar algum texto na composição de sua fórmula, como por exemplo, o nome de uma função que tenha sido digitado incorretamente. Se a função DATA.VALOR for digitada sem o ponto (.), ou seja, DATAVALOR, será gerado esta mensagem de erro. Veja como solucionar problemas de #NOME?

 

#NULO! – Será exibido quando uma referência a dois intervalos de uma intercessão não são interceptados  de fato. É um erro menos comum de ocorrer. Veja como solucionar problemas de #NULO!

 


 

O que fazer para melhorar a aparência da planilha?

 

Realmente essas mensagens de erros tiram toda a estética de suas planilhas e relatórios. Como já vimos nos artigos que indiquei para cada erro apresentado, existem diversos motivos que podem resultar nessas mensagens, mas, em contrapartida podemos resolvê-los caso por caso. Se você ainda não leu, faça a leitura de cada item através dos links que deixei na descrição de cada mensagem de erro.

Nos artigos citados acima, eu explico como solucionar cada caso, mas, neste artigo aqui, vou ensinar como otimizar o resultado das suas fórmulas, já prevendo a resposta através de uma dessas mensagens. Pois, há casos em que sabemos que a função poderá retornar um erro, mas, isso não implica numa construção errada ou coisa parecida, porém, algo já esperado. Veja alguns exemplos.

  • Um PROCV que pode procurar por valores que não existam na tabela de dados;
  • Uma divisão por um resultado oriundo de outra operação matemática;

Ou você apenas queira limpar o visual da planilha, definindo padrões para resultados. Ou seja, se retornar erro em algumas funções que eu espero número, eu defino 0 (zero) como retorno se for erro, ou se eu espero um resultado textual posso definir um padrão como “” (sequência vazia) ou outra mensagem do tipo “Dados inválidos”, “Erro encontrado” ou algo do tipo.

Para fazer isso, vamos utilizar a função SEERRO. Funciona assim: passamos nossa fórmula cno primeiro parâmetro e um valor default no segundo parâmetro.

=SEERRO(  QUOCIENTE(A1; SOMA(B1:B5));   0)

Se não utilizássemos o controlador de erros esta fórmula QUOCIENTE poderia retornar o erro #DIV/0!, pois a o resultado da SOMA poderia em algum momento ser 0 (zero).

Veja outro exemplo.

Se eu utilizar um PROCV nesta tabela procurando o twitter de “João da Silva” resultaria o erro #N/D. Utilizaremos SEERRO para definir uma mensagem default caso não seja localizado um valor procurado, vejamos:

=SEERRO(PROCV(“João da Silva”;A1:B3;2;0);”Twitter não localizado”)

 

Ao invés de digitar uma mensagem, você poderia definir uma sequência vazia e teria uma planilha mais clean.

Detalhe importante:

Se você ainda está usando a versão do Excel 2003, você nã terá suporte a esta função, terá que adaptá-la com a união das funções SE e ÉERROS. Faça assim:

=SE(ÉERROS(PROCV(“João da Silva”;A1:B3;2;0));”Twitter não localizado”;PROCV(“João da Silva”;A1:B3;2;0))

Também é simples, porém, têm que repetir a fórmula que deseja. Uma vez para fazer a verificação de erros e outra para exibí-la definitivamente.

 

Então é isso pessoal. Leiam os artigos relacionados para ver maiores detalhes sobre cada item abordado aqui.

Se quiserem aprender um pouco mais sobre algumas funções essenciais que todo o usuário de Excel precisa saber, como o PROCV, SOMASE, DESLOC e outras, adquiram o meu ebook clicando aqui. Vale a pena.

 

Um abraço e até o próximo artigo.